Total de visualizações de página

SEGUIDORES. PARTICIPE TAMBÉM! EM BREVE VOU VISITAR O SEU BLOG. DEUS TE ABENÇOE!

Pesquise aqui

sábado, 6 de junho de 2009

UM POUCO DA HISTÓRIA DO LIVRO SEM PALAVRAS (LSP)


“O Livro Sem Palavras, foi apresentado pela primeira vez em 1866 por Charles Spurgeon e tinha apenas três páginas nas cores, preto, vermelho e branco. Ao pregar no Tabernáculo Metropolitano, em Londres, seu sermão tinha o título “O Livro Sem Palavras”. O Pr. Spurgeon em seu sermão fala sobre um antigo ministro que reuniu três páginas e as folheava freqüentemente para lembrar-se dos seus pecados, do sangue de Cristo derramado por ele e da purificação “mais branca do que a neve” concedida para ele.

Não se sabe quando a página dourada foi acrescentada, mas ela trouxe outra dimensão ao livro, retratando o amor de Deus e as glórias do Seu lar celestial. Nove anos mais tarde, D. L. Moody usou o livro colorido em um culto para crianças onde cerca de 12 mil pessoas estavam presentes para ouvir sua mensagem sobre um “livro de quatro páginas - nas cores preto, vermelho, branco e dourado”.

- Conte uma história para nós, Fanny. Conta outra – as crianças suplicavam. Fanny Crosby, a conhecida compositora de hinos, tirava muitas vezes da bolsa um pequeno Livro Sem Palavras e contava às crianças, a quem tanto amava, a história do Salvador.

Em 1895, o livro foi levado à Índia por Amy Carmichael. Amy e sua auxiliar fizeram uma bandeira de cetim nas cores dourada, preta, vermelha e branca, e a puseram em seu carro puxado por bois, indo de aldeia em aldeia divulgando o Evangelho no sul da Índia. – Um texto muito útil para um sermão de improviso – comentou Amy. Nos grupos menores ela usava o pequeno livro em vez da bandeira. Ruth Overholtzer, esposa do fundador da Child Evangelism Fellowship (Aliança Pró Evangelização das Crianças), descobriu o livro em 1924. Ela o encontrou na livraria do Dr Harry A. Ironside, que se tornou o pastor da Moody Memorial Church em Chicago. O Livro Sem Palavras estava sendo publicado em Londres, na época.

Quando a CEF começou a imprimir o livrinho, 15 anos mais tarde, eles adicionaram a última cor, verde, para representar o crescimento na nova vida. Publicaram também um folheto ensinando como usar o livro, e incluindo versículos bíblicos para cada página.

Nos anos que se seguiram, o Livro Sem Palavras foi levado por missionários a mais de 120 países do mundo, guiando milhares de meninos e meninas a Cristo. Por meio da linguagem universal da cor, Deus tem usado este meio eficaz para comunicar sua maravilhosa Mensagem da Salvação, talvez mais do que qualquer outro instrumento da História. Você pode também participar deste rico legado dos que têm sido fiéis na evangelização de crianças [...].”

From Then Till Now de Ruth Overholtzer, Child Evangelism Fellowship Press. (1990, apud Bíblia de Recursos para o Ministério com Crianças, 2003, p.20).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Paz do Senhor Jesus! Obrigada por estar visitando meu blog e deixando a sua opinião. Que Deus continue a lhe abençoar grandemente.

;
Ocorreu um erro neste gadget

Você já falou com Deus hoje?

Você já falou com Deus hoje?